Saiba o que é nicho de mercado e como definir o da sua empresa

Marcos Paulo Barbosa
nicho-de-mercado

Posicionar-se diante de um nicho de mercado é a chave do sucesso para muitos negócios.

Mas você sabe o que isso significa? Como sua empresa pode fazer isso? Como definir o seu nicho?

Identificar e definir um nicho de mercado pode ajudá-lo a lucrar mais. Afinal, quando há foco em uma necessidade específica, é mais fácil de se tornar autoridade na área.

Definir o nicho e subnicho é vantajoso porque significa atender às demandas específicas que empreendimentos genéricos não suprem e, assim, as empresas nichadas constroem fidelidade e receita com um público que, geralmente, era negligenciado.

Por exemplo, temos o nicho de mercado de alimentos. Contido nele, há o mercado de alimentação saudável, que atende os consumidores que preferem ou só podem ingerir alimentos sem glúten e sem lactose. Isso é um subnicho.

No Brasil, por exemplo, segundo o Panorama de Negócios Digitais 2020, 18% dos empreendedores digitais atuam no nicho de Negócios, seguido de Marketing Digital e Educação.

Quais são os nichos de mercado?

Porém, como exatamente definir um nicho de mercado? Existem alguns critérios que podem ser bastante úteis. Veja só: 

1. Nicho de mercado geográfico

O recorte geográfico de um nicho de mercado diz respeito ao local onde os clientes vivem. 

Entretanto, em alguns negócios digitais podem ter nicho geográfico. Por exemplo, um e-commerce de artigos de tradição gaúcha tem sua imensa maioria de clientes no sul do país. 

2. Nicho de mercado demográfico

Este é um nicho de mercado baseado em características demográficas das pessoas. Elas podem compreender características como:

  • Gênero;
  • Idade;
  • Classe socioeconômica;
  • Orientação sexual;
  • Profissão;
  • Grau de escolaridade;
  • Estado civil;
  • entre outras.

3. Nicho de mercado psicográfico

A segmentação psicográfica do nicho de mercado tem mais a ver com a personalidade, os sentimentos e os pensamentos dos clientes. Apesar de bastante subjetivas, estas características também podem ser consideradas em grupos:

  • Tipos de estilo de vida;
  • Personalidades;
  • Opiniões, interesses e atividades;
  • Atitudes;
  • Estilo de vida e status social;
  • Estado de espírito;
  • Etc. 

4. Nicho de mercado por comportamento de consumo

Aqui, tentamos cativar os clientes com base em seus hábitos de consumo. De certa forma, todos somos consumidores. Mas a maneira que consumimos é diferente. Olha só alguns nichos de mercado por comportamento de consumo:

  • Clientes que compram com cartão;
  • Compradores que só compram a vista;
  • Clientes que contraem dívidas/endividados;
  • Compradores recorrentes;
  • Clientes de comportamento impulsivo;
  • Clientes austeros e planejados.

Porque é importante ter um nicho e subnicho de mercado?

Delimitar um nicho de atuação pode facilitar o processo de encontrar e convencer novos clientes.

Separamos aqui os principais benefícios de realizar essa prática na sua empresa:

Lidar com menos concorrência

Mercados amplos abrigam empreendedores de várias categorias — de micro a grande. Não é nada fácil concorrer com empresários de peso, que possuem recursos e clientes fiéis, então se você está começando, ter seu subnicho logo no início pode ajudar a ter resultados mais rápido.

Cobrar de forma vantajosa pelos produtos ou serviços

Há explicações sólidas pelas quais o empreendedor nichado consegue cobrar mais pelo seu produto ou serviço: os clientes são específicos e não têm tantas opções para escolherem (o que retoma ao argumento da menor concorrência). 

Assim, o subnicho de mercado que é pouco explorado abre espaço para você colocar o preço mais livremente, sem considerar faixas de preços já existentes.

Ter um plano de marketing mais assertivo

Um dos indicadores de eficiência de campanhas de marketing é a precisão com que elas chegam aos clientes ideais. 

Se seus clientes não são semelhantes como em um ninho, mostrar que a sua solução é importante pode ser bem mais difícil. Interesses diferentes = comunicação também diferente.

Conseguir clientes mais qualificados e, por isso, com custo menor 

Se você reúne um grupo de pessoas com as mesmas necessidades e o seu trabalho é baseado nesse mesmo desejo, você não vai precisar se esforçar tanto e tentar persuadi-las a todo custo para obter vendas. 

Com isso, seu plano de marketing traz mais retorno e, por fim, mais faturamento.

Mostrar expertise

O conhecimento especializado, por definição, está ligado à especificidade. É quase inviável se tornar expert de uma audiência diversificada. Um mercado com pessoas de diferentes necessidades é mais compatível com profissionais generalistas, que não têm tanta autoridade como mestres.

Então, como definir o seu nicho de mercado?

Agora que você já sabe os principais benefícios de definir um nicho de mercado para sua empresa, é hora de aprender a defini-lo! 

Siga as dicas:

Identifique suas forças

Para estabelecer o seu nicho de mercado, conheça bem a si mesmo como empreendedor e qual o propósito do seu negócio.

Comece considerando o que a sua empresa tem a oferecer. A força de uma marca nasce da sua verdade, traga essa energia. Reflita sobre a sua marca, sua empresa, sua equipe e seus produtos.

Algumas perguntas podem ajudar:

  • Qual o tipo de problema que você, sua empresa ou produto resolvem?
  • Quais soluções você e sua equipe oferecem melhor que a concorrência?
  • Onde exatamente está o seu diferencial?
  • Onde você pode agregar valor?
  • Quais pessoas você e sua equipe atendem?

Responda essas questões junto a sua equipe e parceiros profissionais.

Faça uma pesquisa de mercado

Estude o mercado onde irá atuar ou o qual está atuando para validar seu negócio com dados reais:

  • Qual o seu universo de clientes potenciais;
  • Qual o ticket médio que elas pagam por produtos ou serviços semelhantes;
  • Suas vendas serão online, off line ou ambas; entre outros;
  • Faça uma análise da concorrência, onde estão e o que estão fazendo.

Conheça sua persona

Pode parecer muito claro na sua mente, mas coloque no papel: Quem é e onde está o seu cliente?

Definir claramente onde está o seu público vai ajudá-lo. No marketing, usamos o conceito de “persona” para alinhar as estratégias. Afinal, ao defini-la, obtemos dados valiosos do cliente ideal.

Acesse o Gerador de Personas da Rock Content e crie a sua! 

Crie um mapa mental sobre o seu produto/serviço

Quem produz conteúdo já é encorajado a trabalhar com mapas mentais, mas vale a pena reforçar essa dica. 

Seu cérebro pode estar acostumado com os assuntos que envolvem o seu produto. Mas, a partir do momento em que você passa as ideias para o papel, surge um esforço maior para extrair mais elementos que possuam relação — e eles podem ser as características do seu nicho. 

Se questione sobre problemas não resolvidos

Normalmente, negócios relevantes são os que resolvem problemas. Pense em gargalos, em dificuldades que as pessoas enfrentam. Junte isso ao seu produto ou à área que você domina. 

Pode ser que já exista um produto ou serviço que seja a resposta e se ele for pouco explorado, ótimo, ele é seu. Se não houver essa resposta, é hora de criar uma e chamar de sua.

Teste, ajuste e repita

Esse processo de testar, analisar e corrigir é fundamental pois permite que você entenda, cada vez mais, seus consumidores.

Nesse sentido, principalmente pequenos e médios empreendimentos, devem usufruir da capacidade analítica. Isto é, fazendo pequenos investimentos para que, após entender o comportamento do cliente, direcione o orçamento a fim de obter um bom retorno maior. 

Nichos de mercado ajudam empresas a vender mais. Simplifica a comunicação e facilita o posicionamento da marca. Ao empreender em um novo negócio você realmente deveria segmentar o seu público. Leve em conta todos estes fatores que mencionamos neste conteúdo!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp