Você é um líder ou seguidor? Entenda a diferença entre os perfis

Marcos Paulo Barbosa
líder-ou-seguidor

A liderança é um dos temas mais abordados em livros, treinamentos e cursos. No ambiente de trabalho fica a dúvida: você é um líder ou seguidor?

Liderança é a arte da persuasão e não está, necessariamente, ligada a um cargo de autoridade. Ela pode surgir de forma natural, quando uma pessoa se destaca, sem relação ao fato de possuir um cargo alto na empresa, por exemplo. 

Porém, muitos se esquecem que, para sermos bons líderes, precisamos primeiro nos destacarmos como seguidores. Seja porque temos que subir na hierarquia das empresas, seja porque ainda não estamos prontos e não temos as competências necessárias para liderar.

Motivos para ser um seguidor 

Alguns estudos recentes revelam que três motivos principais têm feito muitas pessoas escolherem ser seguidoras:

Busca pela sobrevivência

Para quem percebe que os holofotes voltados para si também trarão possíveis danos, fazer parte da multidão é uma estratégia atrativa, ainda que a pessoa tenha potencial de liderança. Como disse um amigo tempos atrás: “Vou ficar quieto pelos próximos meses, pois preciso descansar a minha imagem ou vão me demitir”. 

Visite uma empresa que está passando por cortes de pessoal e você perceberá isso na mesma hora.

Não ter a resposta certa

Quando as pessoas estão confusas em relação ao que pensar ou fazer, seguir alguém é muito atrativo. Parece mais seguro copiar os outros do que fazer tudo sozinho. E esse é um dos motivos que fazem com que empresas paguem fortunas para celebridades estrelarem suas campanhas publicitárias. Na dúvida entre comprar o produto de uma marca ou de outra, muita gente segue a recomendação feita por seu artista predileto. 

Ambição de liderar no futuro

Para quem quer aprender a liderar, uma das melhores formas é acompanhar de perto o trabalho de quem ele admira. 

Ou seja, muitas pessoas acabam se tornando seguidoras justamente para observar e aprender as competências que são necessárias para depois conduzir pessoas e estar à frente das coisas. Aceitam o papel de aprendizes hoje para que amanhã também possam liderar.

Como criar bons seguidores na empresa?

Mas o que você precisa guardar nesse momento é que não existem líderes sem seguidores. Quando os liderados deixam de cumprir o trabalho que lhes cabe – seja qual for o motivo –, o líder também costuma perder o foco e os resultados almejados não vêm.

As empresas costumam investir muitos recursos no desenvolvimento de líderes e elas estão certíssimas ao fazer isso. No entanto, também é preciso desenvolver a capacidade de seus funcionários serem bons seguidores.

Ao mesmo tempo, temos de parar de recriminar aqueles colaboradores que não querem para si uma carreira de gestão. Eles já fizeram as suas escolhas e podem ter um papel técnico e operacional extremamente valioso na escalada da empresa rumo ao sucesso. 

Líder ou Seguidor: qual você é? 

Agora que entendemos um pouco sobre a visão de ser um seguidor, mas ainda assim ser líder. Vamos à pergunta principal do artigo: você é líder ou seguidor? 

Para respondê-la, separamos aqui algumas questões importantes que ajudarão a descobrir quem você é:

Você vai além? 

Seguidores fazem o seu trabalho, e pronto. Não importa o quão bom eles podem ser naquele trabalho, raramente ocorre de ir além de suas funções básicas. Os líderes, por outro lado, veem seu trabalho como o mínimo, e a partir disso criam novos objetivos. 

Você é confiante? 

Os seguidores vêem os talentos e as realizações de outras pessoas como uma ameaça. 

Líderes enxergam esses mesmos talentos e realizações como um alento. Líderes querem melhorar as coisas, e vão aceitar ajuda em qualquer lugar que puderem encontrar. Os líderes trabalham verdadeiramente em equipe, não têm medo de admitir que precisam de outras pessoas para terem força naquilo onde são fracos.

Você é otimista? 

Seguidores focam as limitações inerentes em qualquer situação; líderes encontram possibilidades. Quando as coisas dão errado, os líderes não ficam lamentando sobre o que não funcionou. Eles estão ocupados demais tentando melhorar as coisas.

Você está disposto a mudar? 

Seguidores se contentam em ficar com a segurança do status, consideram a mudança algo assustador e perturbador. 

Os líderes são maximizadores, que vêem na mudança as oportunidades. Os líderes querem uma melhoria constante, eles nunca têm medo de perguntar “o que virá à frente?”.

Você é decisivo? 

Seguidores muitas vezes hesitam em agir, por medo de fazer algo errado. 

Os líderes são destemidos, mesmo quando não têm certeza de como agir da maneira mais correta. Eles preferem tomar uma decisão errada a sofrer com a paralisia da indecisão.

Você é responsável? 

Quando os erros acontecem, os seguidores são rápidos em culpar as circunstâncias e outras pessoas. 

Os líderes, por outro lado, são rápidos em aceitar a responsabilidade por suas ações, não se preocupam em admitir a culpa, porque sabem que transferir a responsabilidade só piora a situação.

Você é sereno? 

Seguidores muitas vezes se permitem abalar por obstáculos e percalços. Quando algo dá errado, consideram todo o projeto condenado. Líderes esperam por obstáculos e adoram desafios. 

Eles sabem que mesmo os melhores planos podem ter problemas inesperados, portanto, se dedicam a manter o planejamento, sem “fazer terra arrasada” dos imprevistos.

Você é humilde? 

Os seguidores sempre perseguem a glória. Os líderes são humildes, não se permitem ao assumir uma função, tornar-se uma autoridade, ou seja, que as vitórias “subam à cabeça”. 

Assim, eles não hesitam em fazer o trabalho menos glamuroso quando necessário. E não vão pedir para alguém fazer qualquer coisa que eles próprios não estariam dispostos a fazer.

Você é apaixonado? 

Os seguidores estão presos na rotina diária, trabalham e concluem suas tarefas de modo que possam ir para casa no final do dia e retomar suas vidas “reais”. 

Líderes amam o que fazem e encaram o seu trabalho como uma parte importante da vida diária. Seu trabalho não é apenas o que eles fazem; é uma parte importante daquilo que eles são.

Você está intimamente motivado? 

Os seguidores são motivados apenas por fatores externos: o próximo cargo, o próximo aumento, o próximo ganho de status. 

Os líderes são intimamente motivados, não trabalham por status ou posses. São motivados a se destacar pelo que são. Os verdadeiros líderes continuam buscando mais, mesmo quando não há nenhuma motivação aparente.

Você se concentra em cargos? 

Os seguidores se preocupam muito com títulos, cargos, tanto o seu próprio quanto das pessoas com quem trabalha. Eles são muito conscientes de quem os supera, porque lhes falta a habilidade e a motivação para criar sua liderança natural. 

Os líderes, por outro lado, focam no que cada indivíduo pode oferecer, independentemente do que está escrito em um cartão de visita.

Você está focado em pessoas? 

Seguidores se concentram no que podem alcançar individualmente.

Os líderes são os jogadores de equipe, sabem que a grandeza é um triunfo coletivo. Um líder é tão bom quanto aquilo que ele/a pode fornecer a outras pessoas.

Você está disposto a aprender? 

Líderes são confiantes, mas não têm medo de admitir quando não sabem algo e estão dispostos a aprender com qualquer um que possa ensinar algo, seja um subordinado, um colega ou um superior. 

Os seguidores estão ocupados demais tentando provar que são competentes e não podem perder tempo aprendendo alguma coisa com qualquer pessoa.

Conclusão

Chegou à conclusão de que está na hora de aperfeiçoar sua habilidade de liderança e motivação? Neste caso, o que você deseja é, resumidamente, poder influenciar pessoas a se tornar o melhor que podem ser.

Se desejamos, um dia, sermos bons líderes, precisamos analisar se estamos sendo bons seguidores, assim, podemos identificar se estamos agindo de acordo com o que queremos para nós.

Independentemente de líder ou seguidor, quando a oportunidade da liderança surgir, você estará preparado? e principalmente, será reconhecido pela equipe como a escolha correta? Continue acompanhando sobre o assunto em nossos conteúdos do Blog da Plantar e tome a sua melhor decisão!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp