Indicadores de treinamento: como usá-los no ensino corporativo

Marcos Paulo Barbosa
indicadores de treinamento

Os indicadores de treinamento são ferramentas essenciais para medir a eficiência da educação corporativa. 

Sem eles, o RH pode ter problemas para analisar se as ações estão dando os resultados desejados e até ter dificuldades para justificar os investimentos feitos na área.

As mudanças no mundo do trabalho acontecem de forma cada vez mais veloz. Os conhecimentos e habilidades dos colaboradores perdem a validade de forma rápida devido aos avanços científicos e tecnológicos.

Por isso, é importante fornecer ações de capacitação eficazes que sejam capazes de desenvolver nos colaboradores novas competências relevantes para a organização, bem como realizar a manutenção de competências já existentes.

Se interessou para saber como funciona? Quais são os indicadores de treinamento e como usá-los no ensino corporativo? Então você está no lugar certo! Continue a leitura e saiba mais.

Por que é importante escolher bons indicadores de treinamento?

Apesar de sua utilidade, muitos empreendedores não investem o suficiente na captação e análise de indicadores de desempenho para T&D. À medida que um negócio começa a crescer, não ter essas informações aumenta a dificuldade para tomar certas decisões.

Os profissionais de Recursos Humanos sabem da importância da gestão estratégica de pessoas nas empresas. 

Esses profissionais sempre estão organizando treinamentos e outras formas visando capacitar os colaboradores para melhorar o rendimento da equipe de vendas na empresa.

Os treinamentos trazem muitos benefícios, entre eles a otimização de recursos

O treinamento dos funcionários surge como um estímulo à multidisciplinaridade e a descentralização do conhecimento. 

Mas, como saber se você está sendo eficaz com os treinamentos em sua empresa?

É aqui que entram os indicadores de treinamento! Vamos saber mais sobre eles?

“Será que os treinamentos estão sendo eficazes?”

Um grande desafio para os gestores e profissionais de vendas é saber se seus investimentos com treinamentos têm dado certo ou não e se estão de fato motivando sua equipe. 

Para te ajudar com isso existem os indicadores de treinamentos, métodos que irão te mostrar se o desempenho da sua equipe está sendo eficaz. 

Esses métodos podem ser chamados de indicadores e vão demonstrar como os funcionários estão desempenhando seus papéis dentro da empresa.

10 indicadores de treinamento que você deve usar

Existem muitos indicadores que podem ser usados para avaliar o desempenho da equipe, sendo que alguns deles podem ser mais relevantes para seu contexto específico do que outros. Porém, em quase todo caso, todos são úteis.

Separamos para você 10 indicadores de treinamento para começar a usar já! Confira.

1. Valor médio do investimento em treinamento por pessoa

O valor médio do investimento em treinamento por funcionário é um indicador muito importante. Você pode aperfeiçoar o treinamento, utilizando, por exemplo, plataformas EAD, reduzindo o custo por colaborador.

Em consequência, torna- se mais fácil conseguir aprovação para a viabilização dos projetos de T&D.

2. Taxa de adesão

Estar presente fisicamente não significa interagir, assimilar e concluir o treinamento da forma esperada, o que nos leva a outros indicadores. Assim, a taxa de adesão revela a eficiência da divulgação do treinamento e o interesse no tema pelo público-alvo.

3. Taxa de abandono

Aqui, é medida a quantidade de colaboradores que iniciaram, porém não concluíram o treinamento. 

Esse indicador auxilia a identificar questões relacionadas a conteúdo, execução do treinamento, ou até mesmo uma possível falta de coerência entre o que foi prometido e o que está sendo entregue na prática.

4. Média da avaliação de reação

O objetivo desse indicador é mensurar como os colaboradores avaliaram o treinamento. Com essa informação em mãos é possível ter uma visão ampla do nível de empatia, satisfação e compreensão do que foi proposto no evento.

Ainda assim, é preciso atenção! Não é porque o treinamento foi bem-avaliado pelos participantes que vai se transformar em aprendizado concreto e gerar mudança de atitudes do público interno.

5. Média da avaliação de aprendizado

Qual a pontuação dos colaboradores no treinamento?

A assimilação do aprendizado pode ser verificada de diversas maneiras. Uma delas — a mais comum — é por meio das avaliações. 

Não importa tanto o resultado médio, o que vale é ter esses dados para verificar em que ponto sua empresa se encontra e como é possível fazer melhor, tornando não só a grade de treinamento mais eficiente, como também melhorar as avaliações.

Ao avaliar a aprendizagem é fundamental mensurar a evolução do conhecimento adquirido pelos colaboradores. Para obter esses dados, o recomendado é que a aprendizagem de cada participante seja medida antes e após o treinamento, de forma a qualificar e, principalmente, conseguir quantificar os efeitos desejados.

6. Taxa de treinamento via multiplicadores internos

Qual a porcentagem de horas de treinamento investida para que os próprios colaboradores pudessem multiplicar o conhecimento para os outros colegas? 

É relevante conseguir mostrar a evolução na taxa de treinamento via multiplicadores, afinal, quando se faz o conhecimento circular dentro da organização, gera-se um ciclo de otimização de recursos.

Além disso, com os funcionários sendo capazes de multiplicar conhecimento, a cultura de treinamento na organização tende a aumentar e não ficar tão presa ao orçamento da área de Treinamento e Desenvolvimento.

7. Média de treinamentos por pessoa

Quantos treinamentos, em média, cada funcionário teve acesso em determinado período?

Esse é um dado importante para que você possa enxergar a expansão do seu trabalho como gestor de treinamento e desenvolvimento ou líder corporativo. Quanto mais treinamentos os funcionários forem submetidos, maior se torna a capacitação.

Não só a quantidade, mas a qualidade também devem ser avaliadas para que os treinamentos ganhem mais força nas organizações. Faça uso de treinamentos técnicos, generalistas, comportamentais, online ou presencial. O importante é despertar no funcionário novas formas de pensar e agir, alinhadas com os objetivos da organização.

8. Tempo médio de treinamento por pessoa e investimento

Quanto tempo de trabalho dos funcionários foi empregado, em média, para o treinamento?

Segundo o Great Place to Work (GPTW), em seu relatório do ranking de 2020 das melhores empresas para se trabalhar, 70% dessas companhias oferecem bolsas de estudo para graduação ou pós, 57% investem em desenvolvimento e mais de 70% oferecem programas de coaching a seus colaboradores.

Isso significa que é possível um melhor aproveitamento quando é dedicado boa parte do tempo para investir em T&D num determinado período. Pode-se constatar o sucesso após a geração de outros indicadores relevantes, permitindo comparar o impacto no aumento ou redução do orçamento de um ano para outro.

9. Avaliação de resultados

A avaliação dos resultados é a etapa mais significativa, pois é por meio dela que é possível identificar se o treinamento contribuiu para os resultados da organização.

Para avaliar se o programa de treinamento influenciou ou não nos resultados do negócio, é preciso definir, na etapa de planejamento, com quais indicadores o treinamento poderá contribuir.

Como resultados esperados, podemos citar a redução de custos, a diminuição de reclamações pelo público interno e externo, otimização de processos, aumento da satisfação do cliente, entre outras.

10. Retorno do Investimento

Outro dado importante, especialmente para a empresa, é saber se os gastos com treinamento estão realmente trazendo resultados. Por isso é fundamental conhecer a ferramenta do ROI (Return Over Investment) até para justificar os investimentos com educação corporativa e mostrar como essa estratégia é importante para a organização.

Como avaliar?

Ao longo desse texto você viu dicas através de indicadores de treinamentos que te auxiliarão a saber se seus treinamentos estão sendo eficientes e se seus colaboradores estão sendo motivados. 

Mas, vamos a mais algumas dicas? Para avaliar de modo assertivo você pode:

  • Ficar mais tempo perto de sua equipe;
  • Avaliar constantemente;
  • Mostrar que os seus colaboradores são ouvidos;
  • Deixar os critérios de avaliação bem claros.

Agora que você já conhece os principais indicadores de treinamentos, que tal colocá-los em prática na sua empresa? Boa sorte! 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp