Gestor Educacional: conheça a importância deles para a educação EAD

Josivan Mesquita da Conceição
gestor educacional

Quando se trata dos processos de aprendizagem dentro de uma organização, as gestões eficientes e que melhoram estes processos positivamente fazem toda a diferença na construção de equipes cada vez mais qualificadas e engajadas no ambiente de trabalho. Uma boa administração e planejamento de aspectos como custos, estruturas e canais de feedback podem fazer toda a diferença no resultado final de planos de design instrucional e outros aspectos que envolvem o treinamento e o aprendizado de colaboradores. Por esse motivo, um gestor educacional se mostra um profissional apto e qualificado para atingir diversos objetivos relacionados ao aprendizado e sua gestão em ambientes voltados para a educação. 

Um gestor educacional é um profissional completo e que pode garantir uma maior eficiência dos processos de aprendizagem dentro de instituições de ensino e organizações diversas. Por isso, sua presença para gerir estes processos em suas diversas frentes de maneira adequada é essencial. Para saber mais sobre os gestores educacionais e como eles viabilizam planejamentos e gestões educacionais mais concisas e eficientes, acompanhe-nos no artigo a seguir. 

Qual a atuação de um gestor educacional? 

Mas afinal de contas, o que é ser um gestor educacional? Esta é uma pergunta complexa e que precisa ser respondida no mesmo nível de complexidade que a atuação de um gestor educacional exige. Em resumo, um gestor educacional fará gestão dentro de uma instituição, o que envolve as gestões financeira, pedagógica e até mesmo de pessoas, levando em consideração uma série de fatores principais. Esses fatores que balizam a gestão educacional podem incluir a estrutura, tecnologias disponíveis e até mesmo as necessidades das pessoas atendidas por aquela instituição em específico. É dever do gestor educacional tornar possível todo este planejamento sempre buscando alinhar as ações às necessidades pedagógicas e de aprendizado dos indivíduos atendidos por estas instituições. 

Muito presentes em escolas e ambientes voltados para a formação de indivíduos, os gestores educacionais são responsáveis atuam em concordância com a lei e com as responsabilidades atribuídas de acordo com o âmbito de atuação da instituição em que trabalham. Atribuições dos âmbitos federal, estadual e municipal configuram regras que podem modificar o trabalho de um gestor educacional e parte do seu foco. Outro fator que pode fazer parte do trabalho de um gestor educacional está nos processos de qualificação dos colaboradores que trabalham na sua gestão. No caso das escolas, por exemplo, um gestor educacional pode cuidar para que professores estejam em qualificação atualizada e constante. 

O objetivo proposto pela gestão educacional é herança dos modelos clássicos de administração que visavam a melhora na administração de empresas e a viabilização de métodos mais eficientes dentro delas. Dessa forma, a gestão dos processos de uma instituição é chave não só para o seu sucesso, como também para o sucesso do serviço prestado por elas: a formação de indivíduos e a melhora do seu processo de aprendizado. Algumas das atribuições de um gestor educacional incluem: 

  • Gestão de estrutura;
  • Gestão pedagógica;
  • Gestão financeira;
  • Gestão de pessoas;
  • Gestão das metodologias de ensino.

A depender da instituição onde o profissional de gestão educacional atua, pode existir uma variação entre as funções de um gestor educacional e até mesmo a adição de novas atividades. No entanto, podem existir cenários em que o gestor educacional terá que adaptar seu trabalho de acordo com as necessidades e imprevistos diversos. Um dos principais exemplos é o cenário de pandemia ocorrido em 2020 e que dificultou o trabalho para instituições de ensino em todo o país e também configurou uma adoção massiva do ensino a distância. Dados mostram que as instituições de ensino que já adotavam modalidades EAD perderam menos durante a pandemia, o que configura que gestores educacionais estejam cada vez mais atualizados com esta modalidade de ensino e aprendizado. 

Gestor educacional nas modalidades EAD 

Os desafios e atribuições de um gestor educacional aumentam ainda mais quando se trata das modalidades de ensino e plataformas EAD. De certa forma, a gestão em ambientes físicos onde professores e alunos se reúnem de maneira presencial já possui formas estabelecidas. O que ocorre no caso do EAD é que se retiram alguns destes fatores referentes ao modelo presencial e adicionam-se outros exclusivos do ensino a distância. 

Uma as principais questões da gestão educacional no ensino a distância é a estrutura disponível, tanto por parte da instituição quanto dos alunos atendidos por ela. Todo o acesso dos indivíduos que irão receber aquele determinado conteúdo precisa ser levantado para assim entender o que precisa ser suprido do ponto de vista técnico para viabilizar um melhor aprendizado. O gestor educacional precisa garantir que as plataformas utilizadas para o desenvolvimento dos conteúdos são de qualidade e contribuem  

Outro papel importante do gestor educacional é viabilizar o treinamento e qualificação das pessoas envolvidas no processo de ensino: os professores estão familiarizados com o formato EAD? É necessário investir em que tipos de qualificação para que a equipe de ensino esteja apta a garantir o aprendizado para os indivíduos que irão aprender? Quais ferramentas podem ser utilizadas por estes professores e educadores para que eles consigam atingir o plano de ensino? Estas são algumas sugestões que um gestor educacional precisa levar em conta para garantir que as pessoas envolvidas no processo de aprendizagem, tanto professores quanto alunos, consigam extrair o máximo do período de aprendizagem. 

Os meios de ensino trazidos pelo EAD também trouxeram consigo um outro paradigma acerca do ensino: como avaliar os resultados positivos e negativos do processo de aprendizagem ou até mesmo como coletar os feedbacks da maneira correta. A gestão dos resultados é de grande importância para o trabalho de um gestor educacional, pois é ela que vai definir não só que está deficiente nos processos de ensino como também vai dar a base apara futuras ações que visem a melhora destes processos. No que diz respeito às plataformas online, a automação de alguns processos torna o trabalho de levantamento destes dados mais ou menos facilitado. Por isso, é essencial que o gestor educacional esteja atento em como melhor utilizar estas redes de feedback e transformá-las em resultados reais para a instituição. 

Gestão educacional e as empresas 

Por seu caráter gestacional, é possível observar que os modelos de gestão propostos pela gestão educacional também servem para outros segmentos, como é caso das organizações modernas e seus colaboradores. Da mesma forma que uma escola necessita de uma administração competente e que atenda às necessidades dos alunos para gerar uma formação de qualidade, as empresas também carecem de uma gestão em torno dos métodos de qualificação e treinamento de colaboradores. 

Por esse motivo, o trabalho de um gestor educacional e os princípios em torno do seu trabalho também podem servir para as empresas e seus modelos de treinamento e qualificação de colaboradores. No caso das universidades corporativas, por exemplo, para obter melhores resultados de aprendizagem e adoção de plataformas que realmente funcionem necessitam de gestões eficientes e que entendam as necessidades e o perfil de cada colaborador. A aprendizagem digital é uma grande aliada da qualificação profissional e do treinamento de colaboradores novos e antigos, então é de suma importância que haja alinhamento entre os objetivos definidos pelas empresas e as ações envolvidas na universidade corporativa. 

Neste caso, a contração de serviços de consultoria e implantação de universidade corporativas se mostram fortes ferramentas para garantir um processo de gestão educacional que funcionem também para a sua organização. O designa instrucional tem um destaque crescente na atualidade e ferramentas que funcionem do ponto de vista de aprendizado dos colaboradores se tornaram uma das chaves para o sucesso em um mundo em constante mudança na atualidade. 

Por fim, podemos concluir que os gestores educacionais são profissionais necessários nos dias atuais, já que as gestões eficientes são a chave para atingir objetivos gradualmente maiores, um aspecto que beneficia não só as instituições de ensino e as organizações, como também todos os indivíduos e colaboradores envolvidos no processo, em prol da aprendizagem. 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp