Motivos para utilizar a EAD no agronegócio

Marcos Paulo Barbosa
ead no agronegócio

Os cursos digitais e todo ambiente on-line de aprendizagem ganhou destaque no período de pandemia. O EAD no agronegócio foi um deles!

De 2021 para 2022, foi registrado um aumento de 43% em novos alunos no sistema híbrido (com aulas a distância e presenciais) e 22% no EAD (ensino a distância). A modalidade presencial registrou crescimento de 39%, de acordo com o Censo de Educação Superior.

O estudo mostrou também um aumento na intenção de aderir ao EAD. Em meses pré-pandêmicos de 2020, o EAD era considerado uma opção por 40% dos futuros universitários. Já depois do início da crise sanitária, a modalidade se tornou uma alternativa para 78%.

Inclusive, a modalidade EAD deve superar o ensino presencial em 2022, mostram dados da ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior). 

Essa digitalização também chegou no campo e é sobre o EAD no agronegócio que iremos abordar neste artigo: como funciona o EAD, como pode ser aplicado no campo e por que investir. 

Acompanhe!

O que é e por que investir em cursos EAD?

Embora tenha se popularizado desde o início da pandemia, por conta da necessidade de distanciamento social, o ensino a distância é uma prática antiga.

Esse formato foi regularizado em 1996 pela Lei n.º 9.394, que tornou válida a educação a distância para todos os níveis de escolarização.

Além das escolas, cursos e universidades, a modalidade EAD também chegou no ensino corporativo e as empresas começaram a adotar esse modelo em busca de melhorar o desempenho dos colaboradores. 

Quer motivos para investir em cursos EAD na sua empresa? Então confira os principais aqui:

Rompimento da barreira física

Sabemos que EAD é sigla para Educação à Distância, então, seu maior benefício é, justamente, a possibilidade de ensinar e aprender sem a necessidade de estar fisicamente perto.

Diferente do modelo tradicional de educação, no qual é preciso existir um espaço físico onde alunos e professor interagem e o conhecimento é repassado, exigindo que todas essas pessoas se transportem de suas residências até o local de ensino, o EAD surge para superar a barreira física.

Reduz custos para a empresa

Realizar treinamentos e capacitações de forma presencial exigem uma lista de gastos que desaparece quando realizo on-line, como:

  • Transporte para funcionários ou para o profissional que irá aplicar o curso;
  • Hospedagem dos profissionais, para treinamentos fora da sede da empresa
  • Alimentação;
  • Compra do material didático;
  • Custos com energia, água e aluguel do local, caso seja fora da empresa;
  • Entre outros inúmeros gastos.

Afinal, a empresa não precisa arcar com altos custos de locação de espaço, locomoção, etc. 

Horários flexíveis

A maior parte dos materiais de ensino disponibilizados via EAD é gravado, por isso, os alunos conseguem visualizar os materiais e as videoaulas a qualquer hora do dia.

Seja em casa, no ônibus, ouvindo no rádio do carro, o aluno consegue ter acesso a tudo que precisa.

Adaptar a agenda para participar presencialmente de um treinamento é bem mais complicado do que encontrar um horário vago entre as obrigações diárias.

Conteúdos 100% personalizados para sua necessidade

Por fim, a quarta vantagem do EAD corporativo citada neste artigo se refere aos conteúdos padronizados que o modelo de aprendizagem a distância oferece.

No EAD, é possível oferecer um conteúdo realmente personalizado, que será o mesmo para todos os alunos, de forma que a empresa consiga ter um controle maior de todo o processo.

Mas como funcionam os cursos em EAD?

Essa é uma dúvida bastante comum: como funciona, como os professores dão as aulas, como funcionam as faltas, etc. 

Por isso, separamos em tópicos para explicar melhor sobre. Confira:

  • Aulas: há momentos em que o estudante deve conduzir o próprio estudo, mas sempre recebendo a orientação prévia de professores e tutores;
  • Acesso aos professores: é possível ter contato com o professor sempre que necessário;
  • Avaliações: é comum haver trabalhos, nota de participação no fórum e outros métodos de avaliação que dependem unicamente do acompanhamento das aulas e da realização das atividades;
  • Faltas: é preciso apresentar uma frequência mínima para ser aprovado nas matérias.

Agora que você já sabe como um curso em EAD funciona, quais seus benefícios e por que investir na sua empresa, vamos ao que interessa? 

A ascensão dos cursos digitais também já chegaram ao agronegócio, assim como diversas melhorias advindas das tecnologias aplicadas no campo ou no escritório. 

Entenda melhor sobre o próximo tópico. 

A transformação digital no campo

A porta de entrada para a transformação digital no campo é a facilidade de comunicação e acesso à informação proporcionada pela internet.

Prova disso, são os dados levantados pela pesquisa “Agricultura digital no Brasil”. De acordo com o estudo, 70% dos produtores acessam a internet para buscar informações sobre agricultura e cerca de um terço usa soluções digitais para mapear a lavoura e a vegetação e prever riscos.

Outro dado reforça o crescimento da tecnologia no agronegócio: a quantidade de startups em  2020 aumentou 40% em relação a 2019: são 1.574 agtechs — ou startups do campo — ativas em todo o país, atuando, por exemplo, no desenvolvimento de soluções para aproveitamento de resíduos, controle ambiental e  monitoramento.

É crescente o uso de tecnologias digitais para planejamento de atividades, gestão, mapeamento da terra, compra e venda de insumos e da produção. 

E no quesito educacional, isso não seria diferente! 

O EAD no agronegócio: uma transformação em ascensão

À medida que avança a transformação digital no campo, também avança a capacitação digital no agronegócio, que é vista como uma solução estratégica para o Treinamento e Desenvolvimento (T&D) de profissionais que atuam em empresas do setor e também para trabalhadores rurais.

Em um mundo cada vez mais conectado, a necessidade de adaptação abriu portas para tecnologias inovadoras que estão aumentando a conectividade e a produtividade no campo, potencializando a qualificação contínua do agronegócio por meio da capacitação digital.

Pensar e investir no desenvolvimento das pessoas que ocupam funções essenciais, seja na execução de processos, no treinamento e/ou capacitação de trabalhadores, na venda direta do seu produto, etc. trará muitos ganhos – tanto para a empresa e seus envolvidos quanto para o mercado de modo geral.

O EAD no agronegócio já é realidade! E se você quer investir na gestão dos colaboradores que trabalham em seu negócio, pode contar com a Plantar Educação, somos uma empresa de Educação para o agronegócio.

Através de soluções personalizadas de aprendizagem digital e consultoria especializada, promovemos a gestão do conhecimento e a capacitação de colaboradores do agronegócio. 

E agora que você já sabe como os cursos digitais funcionam, que tal começar a investir na sua empresa agro? Conte a Plantar Educação

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp