Descubra o que é DHO e como ele ajuda sua gestão de pessoas

Josivan Mesquita da Conceição
DHO

Desenvolver pessoas no ambiente corporativo é um desafio e exige inciativas que sejam ao mesmo tempo precisas e flexíveis para os gestores de recursos humanos. Novas tendências na gestão de pessoas colocaram o trabalho de gestores voltado para uma visão mais humanizada do trabalho.

O desenvolvimento de competências pessoais e profissionais dos colaboradores possibilita a consolidação de times mais fortes e qualificados no ambiente de trabalho. Por isso, entender o conceito de DHO e torná-lo uma realidade na cultura da empresa é importante tanto para a organização quanto para os colaboradores. 

O DHO traz alternativas e ações que focam o desenvolvimento de pessoas no ambiente de trabalho e o incentivo a uma cultura baseada no crescimento. Conheça agora o que é DHO e as vantagens de fazer dele uma das bases de atuação do departamento de recursos humanos na sua empresa. 

O que significa DHO? 

Mas afinal de contas, o que é o DHO? DHO é a sigla para Desenvolvimento Humano e Organizacional e visa inciativas para o desenvolvimento de colaboradores, e que também beneficiam a organização. Essas iniciativas tem objetivos comuns a educação corporativa, treinamento de colaboradores e gestão de pessoas no geral. 

Dessa forma, os colaboradores criam uma sensação de pertencimento e ganham um maior protagonismo e impacto nas ações da organização. Justamente a isso, a organização passa a ver estes colaboradores de forma mais humanizada e como parte essencial para o sucesso desta empresa.

O DHO considera o employee experience e uma série de outros fatores que visem valorizar as competências de seus colaboradores e abrir espaço para aprimoramentos e novos aprendizados. O Desenvolvimento Humano e Organizacional surge em meio a uma série de mudanças na maneira de fazer a gestão de pessoas.

O surgimento de conceitos como o employer branding trouxe para as organizações novas perspectivas de mudanças internas e modificação de cultura em prol dos seus talentos. 

Por seu caráter amplo, o DHO consiste em número muito amplo de ferramentas e principalmente de ações voltadas aos colaboradores e suas qualificações. Não existe uma receita fixa para o DHO, cabe ao gestor da empresa elaborar ações adaptadas ao que a organização e seus colaboradores necessitam. 

Por esse motivo, é essencial que o gestor de RH faça um diagnóstico geral do ambiente de trabalho antes de adotar ações de DHO e crie indicadores para entender como as mudanças afetam colaboradores novos e antigos. 

DHO na prática: aspectos importantes 

A relação entre colaborador e empresa acontece através de vários elementos que vão desde o recrutamento até as possibilidades que se apresentam dentro dela. O DHO visa uma relação de aprendizado e ganho mútuo já que um colaborador que encontra um ambiente propício para o próprio crescimento. Isso faz com que ele esteja mais propenso a permanecer na empresa e trazer mais resultados. 

Mas como construir um ambiente corporativo voltado ao DHO? Por conta da mudança de cultura que o foco no DHO exige, cabe ao gestor de RH propor mudanças significativas que visem o benefício mútuo. Por isso, ao colocar o DHO como foca da sua estratégia de recursos humanos, é preciso observar alguns aspectos importantes e essenciais para o processo. 

Competências dos colaboradores 

Vivemos em um momento em que até mesmo as próprias organizações se incluem em processos de aprendizagem, e com os colaboradores não é diferente. É por esse motivo que as competências dos colaboradores como um dos focos é uma prática comum ao DHO.  

Aqui, é preciso entender as competências como algo que vai além de processos técnicos ou operacionais voltados para as funções dos colaboradores. Ao entrar numa nova empresa, um colaborador possui uma série de competências que irão ajudá-lo a cumprir suas funções na organização. No entanto, existem outras questões que não estão ligadas diretamente a função e que podem igualmente ajudar este colaborador. 

Por mais que um processo de onboarding apresente a organização e sua cultura a novos colaboradores, também é preciso considerar a bagagem que estes colaboradores também trazem da vivência pessoal e de outras experiências profissionais. 

Por isso, um departamento de RH voltado para o DHO vai observar todas estas competências e trabalhar de alguma forma para o seu desenvolvimento. Assim, é possível valorizar as equipes não só do ponto de vista técnico, mas também humano. 

Estrutura da organização 

Adotar uma postura organizacional a favor do DHO também exige que a organização se estruture de acordo com aquilo que foi projetado. Neste ponto é preciso falar que isso se trata não só de estruturas físicas, mas também outros meios estruturais que permitam o desenvolvimento dos colaboradores. 

Por exemplo, se o departamento tem como objetivo qualificar colaboradores através de ações de treinamento e desenvolvimento, é necessário que a organização também forneça a estrutura necessária para que isto ocorra. É nesta etapa que você poderá observar os benefícios de ações voltadas para educação corporativa, como as universidades corporativas e a contratação de profissionais de design instrucional para garantir um melhor aprendizado. 

Cultura Organizacional 

Um dos aspectos mais importantes do DHO é a cultura organizacional e como ela influencia o desenvolvimento dos colaboradores dentro da empresa. Uma cultura organizacional inflexível e que não cede espaço para o aprendizado é um grande obstáculo na adoção de ações de DHO. 

Ao trabalhar o DHO, ações e metas de desenvolvimento sempre estarão frente a frente com a cultura da empresa de uma forma ou de outra, já que a proposta do DHO modifica essencialmente a cultura organizacional. 

Taxa de turnover 

A quantidade de colaboradores que deixam o seu time e suas razões para o desligamento também podem configurar insights interessantes da perspectiva do DHO. Em boa parte dos casos, altas taxas de turnover são causadas pela falta de perspectiva profissional e opções de crescimento ou outros elementos que trazem insatisfação aos colaboradores de uma empresa. 

Na atualidade, o brasil é um dos países com maior taxa de turnover do mundo: cerca de 82% dos colaboradores optam por não permanecer nas organizações em que atuam, segundo estudo da Robert Half

Construa canais de feedback que indiquem qual o principal motivo do turnover na organização em que você atua. Dessa maneira, você conseguirá ter maior propriedade sobre quais os principais motivos para o desligamento de colaboradores e assim, construir melhores inciativas e construir um ambiente mais favorável ao DHO. Um ambiente de trabalho e uma organização que consideram seus colaboradores positivamente possuem altas taxas de satisfação e baixos números de turnover

Employer branding e Employee experience

Como os seus colaboradores se sentem ao trabalhar na sua organização e como isso reflete no recrutamento de novos talentos? Esta é apenas uma das questões possíveis de serem observadas diante do employee experience e employer branding

O employee experience se baseia na experiência dos colaboradores durante o ciclo dentro da organização em questão. Quais foram os aspectos positivos e negativos? Houve alguma mudança nas expectativas iniciais ao ser inserido no dia a dia da empresa? 

Para responder a estas questões o gestor de RH deve olhar para toda a experiência dos colaboradores na organização e isso passa pelo ambiente, cultura, estrutura e apoio que a empresa oferece a estes colaboradores. Por isso, conhecer estes elementos permitirá que você transforme a vivência dos colaboradores com a sua empresa e consequentemente melhore a imagem da organização diante do seu time. 

Por outro lado, o employer branding lida com a imagem da empresa do lado de fora e como ela atrai os novos talentos para a organização. A experiência dos colaboradores está altamente ligada ao employer branding pois o feedback dos colaboradores sobre a organização influencia diretamente na maneira como ela será percebida pelos talentos do lado de fora.

O que torna a sua organização um bom lugar para se trabalhar? É esse o principal ponto do employer branding e promover essa transformação é algo que começa internamente. 

Promover o DHO é humanizar e criar pontes 

Para concluir, vimos que o DHO visa as pessoas e foca no desenvolvimento delas, exigindo atenção e adaptação da organização e dos colaboradores. O DHO constrói pontes para o desenvolvimento e criar formas para que o colaborador possa se desenvolver juntamente à organização, não só prol dela.

Humanizar os processos dentro a organização é apenas um dos passos para a construção de uma cultura voltada para o desenvolvimento humano e organizacional. Por isso, tenha em mente que é um processo lento e que considera as diversas particularidades e aspectos individuais dos times. Isso fará com que o desenvolvimento seja mais do que uma realidade e se tornar uma das ferramentas principais na gestão de pessoas. 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp