Benchmarking: o que é como fazer na sua empresa

Marcos Paulo Barbosa
benchmarking

Você sabe o que é benchmarking? Como ele pode ajudar na sua empresa? 

Considerando a alta competitividade do mercado moderno, é natural que as empresas busquem formas de assegurar a viabilidade de seus processos. 

Além disso, em função do dinamismo que afeta as tendências e as preferências de consumo, é sempre válido acompanhar eventuais mudanças no ambiente corporativo.

Conhecer o contexto em que está inserido é essencial para encontrar boas práticas que podem fazer a sua empresa prosperar. 

Apesar de bastante conhecida no mundo do marketing digital, essa ferramenta também pode ser utilizada em outras áreas da sua empresa, como recrutamento e seleção, vendas e até desenvolvimento de talentos.

Mas existem princípios e etapas que você precisa seguir para aplicar o benchmarking da maneira correta. Continue acompanhando o conteúdo para descobrir! 

Primeiramente, o que é benchmarking?

Derivado da palavra “benchmark” — que, em tradução livre, significa “referência” —, o termo benchmarking é um estudo de mercado que usa como base de comparação outras empresas para analisar processos, metodologias, produtos ou serviços que podem funcionar em um determinado modelo de negócio.

Na prática, essa atividade compara os resultados de um departamento, equipe ou indivíduo de uma organização à outra. 

Em seguida, é determinado qual procedimento produz os melhores resultados para que ele seja adotado também por outros departamentos.

Qual a importância do benchmarking?

Muitas vezes procuramos soluções que parecem tão complexas e que estão fora do nosso alcance. Com o benchmarking é possível entender o que está sendo feito no mercado e aplicar essas ideias internamente, customizando e adaptando recursos.

O benchmarking também fornece alguns insights que ajudam a melhorar a gestão de pessoas e a condução de processos dentro das empresas.

Aplicar o benchmarking é ter a chance de entender o ponto alto das empresas e aproveitar as oportunidades de melhoria, aumentando o repertório de ideias dentro do seu negócio.

Os tipos de benchmarking 

Existem vários tipos de benchmarking. Conheça os principais:

  • Benchmarking interno: busca pelas melhores práticas adotadas dentro da própria empresa (filiais-modelo, departamentos que desenvolvem metodologias inovadoras, etc);
  • Benchmarking competitivo: nesse formato, o foco é a análise minuciosa das práticas da concorrência, visando superá-las. É difícil de ser efetuada, tendo em vista que as empresas não costumam “vazar” seus segredos tão facilmente aos rivais;
  • Benchmarking funcional: nesse caso, o que é comparado é o processo de trabalho entre as organizações, ainda que a comparação esteja sendo feita com organizações de segmentos diferentes;
  • Benchmarking de cooperação: duas empresas estabelecem uma parceria, compartilhando informações de seus processos. Também ocorre quando uma empresa “modelo” abre as portas de alguns processos para o aprendizado de outra. Isso pode ocorrer quando duas companhias têm distintos pontos de excelência ou quando uma delas permite o conhecimento de outra por razão de prestígio, notoriedade, etc.

Levando essas práticas em consideração, é possível afirmar que o benchmarking pode ser aplicado de maneira mista dentro da sua empresa, dependendo dos problemas atuais e da solução procurada.

Como implementar o benchmarking?

O benchmarking não é um bicho de sete cabeças. Confira alguns passos que você pode seguir para fazer essa implementação.

Definir um objetivo

Para conseguir fazer um bom benchmarking é preciso, a princípio, definir o seu propósito. Antes de começar a pesquisa de campo, faça uma análise honesta da sua empresa, entenda o que você quer melhorar e quais processos podem ser aprimorados.

Definindo os problemas e onde deseja chegar, é possível direcionar o processo e conseguir melhores resultados.

Buscar referências no mercado

Depois que você definiu a situação atual, procure por empresas que são referência naquilo que gostaria de desenvolver. A organização é conhecida pelo excelente recrutamento ou pelo baixíssimo turnover? Busque exemplos de organizações que são um sucesso na questão que você considera o maior problema.

Procure publicações especializadas ou reportagens abordando o tema que a sua corporação quer resolver e leia sobre cases especiais. Esses materiais darão excelentes exemplos de quem você deve procurar.

Participar de eventos

Sempre que possível, procure participar de eventos relacionados à área. São excelentes oportunidades para conhecer profissionais que possam contribuir na busca por boas referências e implementação de processos.

Também é nesses eventos que você tem a possibilidade de conhecer alguns cases de perto, além de entender quais práticas deram resultado e podem ser adaptadas para a sua organização.

Aplicar as ideias

Depois que você identificou os problemas e objetivos da sua empresa e analisa cases de sucesso, é hora de colocar todo esse esforço em prática. Faça um planejamento e aplique tudo o que pode funcionar no seu negócio.

Afinal, apenas a pesquisa, por si só, é uma perda de tempo e de recursos. É preciso fazer testes e aplicações para começar a promover mudanças.

Mensurar os resultados

Antes das práticas, colete os resultados de todas as áreas que você pretende mudar. Repita o processo durante e após a aplicação. Só assim você terá uma ideia exata do progresso e do que realmente funcionou. 

Crie indicadores de resultados de acordo com o que você definiu na primeira etapa do processo e que julga ser importante.

Ser constante

Para funcionar, o processo de benchmarking deve ser contínuo. Deixar de observar o que acontece no mercado pode fechar a sua empresa em uma posição confortável, mas fará com que ela perca a competitividade em pouco tempo. 

Se observarmos a rapidez das mudanças e da transferência de informações nos dias atuais, essa necessidade torna-se ainda maior.

Não é errado olhar para a grama do vizinho para saber se é mais verde

E aí, ficou claro o que é benchmarking, para que serve e como fazer?

Não há nada de errado em olhar para a grama do vizinho para saber se ela realmente é mais verde.

Como você pôde perceber nos exemplos de benchmarking em empresas que acabamos de citar, essa prática é fundamental para a manutenção da competitividade.

Seguindo os princípios de o que é benchmarking e as etapas fundamentais que mostramos aqui, sua empresa poderá obter melhores resultados e ocupar posição de destaque no mercado em que atua.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp